Tecnologia do Blogger.

A Matemática do Casamento (Gn.2.24)



Casamento tem suas leis e princípios estabelecidos por Deus.
Ele tem sua lógica, cabe a nós segui-las e pólas em praticas.
A exemplo da matemática, o casamento tem 4 equações fundamentais

O casamento:

I. INICIA COM A SUBTRAÇÃO (Gn.2.24): “deixará”.

Quem entra no casamento precisa saber subtrair:
1. A independência de solteiro:
a) Não decidir as coisas sozinhos.
b) Agora são duas opiniões.

2. A proteção paterna:
a) Aquela atitude que na casa do pai era sim.
b) Agora é uma nova casa e vocês precisam proteger-se mutuamente.

3. Os hábitos emocionais:
a) Cada um tem seus gostos, suas vontades e seus comportamentos.
b) Alguns deles precisaram ser subtraídos para uma boa convivência.



II. PROSSEGUE COM A ADIÇÃO (Gn.2.24): “unir-se-á”.

A união conjugal:
1. É uma soma misteriosa:
a) Pois duas pessoas por meio da união se tornam indivisível e indissolúvel.
b) Deus na criação de um fez dois, já no casamento de dois faz somar um.

2. É uma soma de sonhos, alvos e propósitos:
a) A soma de vossos sonhos, alvos e propósitos conduzira-los a um futuro feliz.
b) Que vocês possam somar as mesmas convicções.


III. CONTINUA COM A MULTIPLICAÇÃO (Gn.1.28): “multiplicai-vos”.

1. O casamento é a multiplicação de afetividade:
a) O amor é uma semente que se regarmos multiplicar.
b) O dialogo é o segredo do relacionamento, Por isto devemos aumentá-lo.
c) A participação é um dever dos cônjuges, isto não deve ser negado.

2. O casamento é a multiplicação de realizações:
a) Espirituais: os dois crescendo juntos na presença de Deus.
b) Materiais: os dois adquirindo juntos com a benção de Deus.
c) Familiares: os dois gerando filhos que são heranças do Senhor.


IV. PERDURA COM A DIVISÃO (1Co.7.3): “pague”.

1. No casamento não deve haver espaço para acúmulos egoísticos:
a) Só prevalecem os meus interesses e gostos.
b) Só quê receber e não dá nada.

2. No casamento devemos compartilhar:
a) Nossas necessidades: cada cônjuge tem sua necessidade básica.
b) Nossas emoções: sejam elas boas ou ruins.

3. No casamento quando dividimos, ficamos com um saldo maior:
a) Quanto mais investirmos no outro, mais nosso saldo aumenta.
b) Quanto mais buscamos o interesse do outro, mais o nosso é realizado.



Conclusão

É preciso deixar para se unir.
É preciso unir para multiplicar.
E é preciso dividir para crescer, para ter saldos ainda maiores.
Que o bondoso Deus abençoe a vocês. Amém.






Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

links

os melhores blogs evangélicos

2leep.com

top visitas

agregadores

About This Blog

  © Blogger template Shush by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP